Configurando Xorg.conf no Ubuntu para Placa Intel DG31PR

Posted On 4 junho, 2009

Filed under Dicas
Tags: , ,

Comments Dropped one response

Quando minha antiga placa mâe queimou e eu tive que comprar outra tive bastante problemas em achar a configuração certa para meu Ubuntu.
depois de muito teste consegui! e vim aqui compartilhar :)

Modelo da Placa: MB Intel DG31PR /Core Quad/CORE2/Dual Core/CEL/LGA775/DD2 667/ 800MHZ/FSB 1333 MHz/ a/v/r - BOX
Vídeo Subsistema de gráficos integrados Intel® Graphics Media Accelerator 950
Monitor: LG FLATRON L1753T-SF

xorg.conf

# xorg.conf (X.Org X Window System server configuration file)
#
# This file was generated by failsafeDexconf, using
# values from the debconf database and some overrides to use vesa mode.
#
# You should use dexconf or another such tool for creating a "real" xorg.conf
# For example:
#   sudo dpkg-reconfigure -phigh xserver-xorg
Section "InputDevice"
 Identifier    "Generic Keyboard"
 Driver        "kbd"
 Option        "XkbRules"    "xorg"
 Option        "XkbModel"    "pc105"
 Option        "XkbLayout"    "pt"
 Option        "XkbOptions"    "lv3:ralt_switch"
EndSection

Section "InputDevice"
 Identifier    "Configured Mouse"
 Driver        "mouse"
EndSection

Section "Device"
 Identifier    "Configured Video Device"
 Boardname    "vesa"
 Busid        "PCI:0:2:0"
 Driver        "intel"
 Screen    0
EndSection

Section "Monitor"
 Identifier    "Configured Monitor"
 Vendorname    "LG Electronics Inc."
 Modelname    "LG L1760TG (Analog)"
 Horizsync    30.0-83.0
 Vertrefresh    56.0-75.0
 modeline  "640x480@60" 25.2 640 656 752 800 480 490 492 525 -vsync -hsync
 modeline  "640x480@72" 31.5 640 664 704 832 480 489 491 520 -vsync -hsync
 modeline  "640x480@75" 31.5 640 656 720 840 480 481 484 500 -vsync -hsync
 modeline  "800x600@56" 36.0 800 824 896 1024 600 601 603 625 +hsync +vsync
 modeline  "800x600@72" 50.0 800 856 976 1040 600 637 643 666 +hsync +vsync
 modeline  "800x600@75" 49.5 800 816 896 1056 600 601 604 625 +hsync +vsync
 modeline  "800x600@60" 40.0 800 840 968 1056 600 601 605 628 +hsync +vsync
 modeline  "832x624@75" 57.284 832 864 928 1152 624 625 628 667 -vsync -hsync
 modeline  "1024x768@75" 78.8 1024 1040 1136 1312 768 769 772 800 +hsync +vsync
 modeline  "1024x768@70" 75.0 1024 1048 1184 1328 768 771 777 806 -vsync -hsync
 modeline  "1024x768@60" 65.0 1024 1048 1184 1344 768 771 777 806 -vsync -hsync
 modeline  "1152x864@75" 108.0 1152 1216 1344 1600 864 865 868 900 +hsync +vsync
 modeline  "1280x1024@75" 135.0 1280 1296 1440 1688 1024 1025 1028 1066 +hsync +vsync
 modeline  "1280x960@60" 102.1 1280 1360 1496 1712 960 961 964 994 -hsync +vsync
 modeline  "1280x1024@60" 108.0 1280 1328 1440 1688 1024 1025 1028 1066 +hsync +vsync
 modeline  "1280x960@75" 129.86 1280 1368 1504 1728 960 961 964 1002 -hsync +vsync
 modeline  "1400x1050@60" 122.61 1400 1488 1640 1880 1050 1051 1054 1087 -hsync +vsync
 modeline  "1400x1050@75" 155.85 1400 1496 1648 1896 1050 1051 1054 1096 -hsync +vsync
 modeline  "1600x1200@65" 175.5 1600 1664 1856 2160 1200 1201 1204 1250 +hsync +vsync
 modeline  "1600x1200@60" 162.0 1600 1664 1856 2160 1200 1201 1204 1250 +hsync +vsync
 modeline  "1792x1344@60" 204.8 1792 1920 2120 2448 1344 1345 1348 1394 -hsync +vsync
 Gamma    1.0
EndSection

Section "Screen"
 Identifier    "Default Screen"
 Device        "Configured Video Device"
 Monitor        "Configured Monitor"
 Defaultdepth    24
 SubSection "Display"
 Depth    24
 Virtual    1792    1344
 Modes        "1024x768@75"    "1024x768@70"    "832x624@75"    "1024x768@60"    "800x600@60"    "1152x864@75"    "800x600@75"    "1280x1024@75"    "800x600@72"    "1280x960@60"    "800x600@56"    "1280x1024@60"    "640x480@75"    "1280x960@75"    "640x480@72"    "1400x1050@60"    "640x480@60"    "1400x1050@75"    "1600x1200@65"    "1600x1200@60"    "1792x1344@60"
 EndSubSection
EndSection

Section "ServerLayout"
 Identifier    "Default Layout"
 screen 0 "Default Screen" 0 0
EndSection
Section "Module"
 Load        "glx"
 Load        "GLcore"
 Load        "v4l"
EndSection
Section "ServerFlags"
EndSection

Bom pra mim funcionou beleza. abraços!

Acesse o novo novo Dominio com todas esses posts atualizados e novos e interessantes outros posts. acesse já www.redrails.com.br

Anúncios

Instalando TweetDeck no Ubuntu

Posted On 19 maio, 2009

Filed under Dicas
Tags: , , ,

Comments Dropped one response

OK o passo mais difícil para instalar o TweetDeck que eu achei foi o download já que o flash do Site do TweetDeck não funcionou aqui no meu firefox, nem no opera, nem no epiphany.

Solução? Burlar o sistema =P

o link da aplicação é formada da seguinte maneira:
http://www.tweetdeck.com/beta/%5BAplicativo%5D_%5BVersão%5D.%5Bextenção%5D

depois disso ficou fácil né. bom quero baixar a ultima versão então o link fica ssim

http://www.tweetdeck.com/beta/TweetDeck_0_25.air

Baixou? vamos instalar:

Aplicações->Acessórios -> Adobe AIR Application Installer

Então selecione o pacote que você acaba de baixar, mande instalar, indique um local no qual você deseja que ele seja instalado. irá pedir sua senha e pronto a aplicação vai abrir automaticamente!

Acesse o novo novo Dominio com todas esses posts atualizados e novos e interessantes outros posts. acesse já www.redrails.com.br

Ubuntu 8.10 (Intrepid Ibex)

Posted On 23 outubro, 2008

Filed under Noticias
Tags: ,

Comments Dropped leave a response

Ubuntu Logo

Olá, estou animado por causa do lançamento da nova versão do Ubuntu que sai agora dia 30 de Outubro, por dois motivos vai ser minha primeira mudança de versão, sim começei a usar Ubunto na versão 8.04, e outra nesse pouco tempo de uso desse sistema ele se tornou meu SO preferido :). abaixo algumas das novidades dessa nova versão.

1°) Entre as novidades da nova versão da distro, encontramos um aperfeiçoamento na utilização e suporte para conexões 3G(claro que não era difícil, mas nada melhor que simplificar ainda mais o processo).

2°) Se você sempre pensou que poderia haver uma conta default para usuários hóspedes, agora sua idéia passará para o plano real. O novo Ubuntu criará usuários temporários(que por questões de segurança não terão acesso a nenhuma informação de outros usuários cadastrados no sistema nem acesso à escrita na máquina) para utilização de funções básicas e emergenciais no sistema.

3°) Outra coisa boa na próxima versão Ubuntu é um novo diretório privado(~ / Privado), o qual não será acessado por outros usuários (pois terá permissão chmod 700). E o que o torna melhor ainda: este diretório é criptografado!

4°) Sabe quando você atualiza todos os seus repositórios e sistema fazendo aquele upgrade que deixa vários pacotes “bagunçados”? Pois é, a nova versão do Ubuntu oferecerá um sistema de limpeza que lhe auxiliará quanto a esta “baguncinha” em seu sistema.

5°) Imagine que você demorou dias para convencer uma pessoa a usar o Ubuntu devido às vantagens trazidas e, justamente na hora de instalar você esqueceu o CD ou não pôde levá-lo devido ao tamanho! Agora o Ubuntu poderá ser instalado diretamente de um pendrive.

6°) Os desenvolvedores estão tentando acelerar cada vez mais o tempo de inicialização do sistema. Assim como nos mais novos KDE(que demoram poucos segundos para chegar a uma fase plenamente operacional), a versão GNOME do Ubuntu 8.10 tentará inicializar o mais rápido possível.

7°) O instalador do Ubuntu, que ainda não havia sido modificado desde a criação do sistema, finalmente será atualizado, recebendo um visual mais prático.

8°) Quanto ao “fontconfig” no qual temos de modificar manualmente o arquivo de configuração das fontes, trata-se de ser alterado. Um confortável GUI nos permitirá alterar as nossas configurações de fontes no GNOME. É especialmente útil quando muitos usuários trabalham em um computador.

9°) Finalmente foi criado um sistema de abas para o Nautilus. Agora poderemos criar divisões para facilitar nossa navegação nos arquivos.

10°) Foi implementada uma atualização no Synaptic a qual fará com que suas pesquisas retornem os resultados em um momento. Basta escrever o que você está procurando (por exemplo, “áudio”) e os resultados serão exibidos quase que instantâneamente(e você nem precisa pressionar a tecla Enter).

Algumas outras mudanças incluem: Softwares para RAID na BIOS / suporte ao FakeRAID , melhor suporte ao Flash, mais rápida instalação de DVD, integração do PackageKit(kit de pacotes) , uma melhor gestão de energia, correção ortográfica e de melhorias na estrutura menu.

Além das mudanças citadas, há outras que poderão ser adquiridas no site e no fórum do Ubuntu, mas das mudanças anunciadas, as que citei acima certamente farão grande diferença aos já adeptos do sistema.

Desejando mais informações, acesse http://ubuntuforums.org/

Post Retirado de: http://www.zoomdigital.org/2008/09/07/ubuntu_810/

Como Instalar Sqlite3 no Ubuntu

Posted On 23 outubro, 2008

Filed under Uncategorized
Tags: , , ,

Comments Dropped 3 responses

Fala Galera

Para testar o Getna em diversos bancos de dados, como já tenho mysql e postgres, então resolvi instalar o Sqlite3 no meu Ubuntu. vamos lá.

userdev@dev-02:~/Área de Trabalho$ sudo gem install sqlite3-ruby
Building native extensions.  This could take a while...
ERROR:  Error installing sqlite3-ruby:
        ERROR: Failed to build gem native extension.

/usr/bin/ruby1.8 extconf.rb install sqlite3-ruby
checking for fdatasync() in -lrt... yes
checking for sqlite3.h... no

make
make: *** Sem regra para processar o alvo `ruby.h', necessário por `sqlite3_api_wrap.o'.  Pare.


Gem files will remain installed in /var/lib/gems/1.8/gems/sqlite3-ruby-1.2.4 for inspection.
Results logged to /var/lib/gems/1.8/gems/sqlite3-ruby-1.2.4/ext/sqlite3_api/gem_make.out

para Corrigir esse erro basta instalarmos a biblioteca libsqlite3-dev

userdev@dev-02:~/Área de Trabalho$ sudo apt-get install libsqlite3-dev 
[sudo] password for userdev: 
Lendo lista de pacotes... Pronto
Construindo árvore de dependências       
Lendo estado da informação... Pronto
Os seguintes pacotes foram instalados automaticamente e não são mais necessários:
  gnome-splashscreen-manager
Use 'apt-get autoremove' para removê-los.
Pacotes sugeridos:
  sqlite3-doc
Os NOVOS pacotes a seguir serão instalados:
  libsqlite3-dev
0 pacotes atualizados, 1 pacotes novos instalados, 0 a serem removidos e 1 não atualizados.
É preciso fazer o download de 0B/265kB de arquivos.
Após esta operação, 737kB adicionais de espaço em disco serão utilizados.
Selecionando pacote previamente não selecionado libsqlite3-dev.
(Lendo banco de dados ... 194821 arquivos e diretórios atualmente instalados.)
Descompactando libsqlite3-dev (de .../libsqlite3-dev_3.4.2-2_i386.deb) ...
Instalando libsqlite3-dev (3.4.2-2) ...

e agora sim podemos instalar nossa gem sem problemas

userdev@dev-02:~/Área de Trabalho$ sudo gem install sqlite3-ruby
Building native extensions.  This could take a while...
Successfully installed sqlite3-ruby-1.2.4
1 gem installed
Installing ri documentation for sqlite3-ruby-1.2.4...
Installing RDoc documentation for sqlite3-ruby-1.2.4...

🙂
Até a Próxima.