Criando Aplicações com o plugin YM4R para utilizar Mapas do Google Maps com RubyOnRails – Parte 1

Posted On 31 julho, 2008

Filed under Tutoriais
Tags: , , , ,

Comments Dropped 4 responses

<!–

Olá Leitores.

Depois hoje vou fazer um tutorial muito legal, manipulação da API do Google Maps utilizando o plugin YM4R

Agradecimentos:
Este Tutorial não seria Possível se não fosse a ajuda da galera do Grupo Rails-BR e em especial para meu amigo Eduardo Scoz do Mapia que me deu uma força muito grande com isso.
E ao tutorial que eu me baseei pra fazer esse aqui o do Juixe TechKnow

Tambem a Blogs que me inspiraram a criar o meu e tentar passar experinências que ganhei com essa linguagem, dentre eles:
AkitaOnRails
E o Nome do Jogo

Artilharia:
• IDE Utilizada NetBeans 6.1 Pt-BR
• Versão Utilizada: Ym4r 0.6.1
• Rails 2.1

Mão na Sogra. ou a obra.

Primeira coisa é criar nosso projeto RubyOnRails.
Arquivo->Novo Projeto->Ruby->Ruby On Rails
PROXIMO>

Renomeie a seu gosto!

Criado nosso projeto vamos atrás de nosso Plugin.
Clique com o direito no ícone do seu projeto e vá até [Pligins Rails] e na janela que se abrir clique na aba [Repositórios]

Logo após aperte o botão [Adicionar URL] e coloque a URL do repositório do YM4R

http://ym4r.rubyforge.org/svn/ym4r/Plugins/GM/trunk
[OK]

Agora vá até a Aba [Novos Pligins] espere os plugins carregarem então escolha o nosso YM4R

E aperte [Instalar]

Após baixar e instalar o Plugin Aperte [Fechar] e [Fechar].

Ou utilize na linha de comando apenas:

(Obrigado pela dica Eduardo)

ruby script/plugin install svn://rubyforge.org/var/svn/ym4r/Plugins/GM/trunk/ym4r_gm

Agora vamos criar o banco se não nossa aplicação não vai funfar.

Clique com o direito no seu projeto

Executar Tarefa Rake -> db -> create

Vou criar um Scaffold com algumas informações relevantes, Clique com o direito no Projeto e na opção [Gerar]

No Campo NOME DO MODELO digite:

mapa nome:string longitude:string latitude:string

Antes de Qualquer coisa vamos aplicar as migrates

Clique com o botão direito no seu projeto e

Migrar bando de dados -> Para a versão XXXXXXXXXXX – CreateMapas

Saída:
== 20080725214621 CreateMapas: migrating ======================================
— create_table(:mapas)
-> 0.0183s
== 20080725214621 CreateMapas: migrated (0.0187s) =============================

Vamos testar. Basta apenas apertar F6

Ok, Tudo pronto vamos aos mapas.

Na pasta Configuração você encontra o arquivo chamado onde você irá colocar sua chave do Google Maps. Em modo de desenvolvimento isso ainda não é necessário, mas quando formos colocá-lo em produção iremos dizer como realizar esse procedimento

Precisamos agora carregar os Java Scripts do Google Maps para nossa aplicação, vamos ao : /app/views/layouts/mapas.html.erb

Adicionamos as linhas, entre as tags Heads:

   <%= GMap.header %> e <%= javascript_include_tag 'ym4r-gm'    %>

Após isso vamos ao nosso controller.

/app/controllers/mapas_controller.rb

Até A Parte 2
Abraços!

Anúncios

4 Responses to “Criando Aplicações com o plugin YM4R para utilizar Mapas do Google Maps com RubyOnRails – Parte 1”

  1. Criando Aplicações com o plugin YM4R para utulizar Mapas do Google Maps com RubyOnRails - Parte 2 « .xX [_ Maxonrails _] Xx.

    […] Aplicações com o plugin YM4R para utulizar Mapas do Google Maps com RubyOnRails – Parte 2 PARTE 1 Vamos ai Final de nosso Tutorial […]

  2. Utilizando o Google Maps em aplicações Ruby on Rails » Fernando Quadro

    […] blog MaxOnRails publicou um tutorial ensinando como você pode criar suas aplicações geoespaciais utilizando a API do Google Maps, o […]

  3. Eduardo M

    Luiz,

    Há um erro no procedimento de instalação que faz com que nada funcione. Você fala da instalação pelo Netbeans, mas esta instalação pega todo o YM4R enquanto o exemplo que você dá só irá funcionar se quem for fazer pegar apenas o ym4r-gm – apenas a parte para o Google Maps.

    Quem estiver tentando, pegue o seguinte plugin (ruby script/plugin install svn://rubyforge.org/var/svn/ym4r/Plugins/GM/trunk/ym4r_gm) e continue normalmente pelo tutorial.

    Eduardo M.

  4. Luiz Arão Araújo Carvalho

    Olá Eduardo,
    Não sei se estou enganado, me corrija por favor se estiver.

    Mas no caso do Netbeans, ao colocar o repositorio, é necessario colocar a raiz pois assim aparecerá os subdiretorios dele, no nosso caso o GM e os ouros também, mas assim o GM fica disponível. verifique a segunda imagem, pode ser mais esclarecedora.

    Obrigado pela dica e volte sempre.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s